30 de set de 2011

Just in Love - Capitulo 1


5 anos antes:


#Demi on

Vida de adolescente não é fácil. Ainda mais quando se tem 17 anos, e ainda por cima, esta mudando de cidade, melhor, de estado.Nos vamos sair de São Paulo - cidade que eu amo - e ir pra Toledo, no interior do Paraná. Fala Sério. Não sei o que meus pais tem na cabeça.Eles querem arruinar a minha vida isso sim. Mas como eu não mando em nada dessa casa, a unica coisa que eu posso fazer e encher o saco. Brincadeira. Mas se bem que... Não é melhor não. Ficar de castigo na minha primeira semana na tal "Toledo" não ia ser nada bom - mesmo que eu não queira ir pra lá.
Mas o pior mesmo foi me despedir da minhas amigas, e meu namorado. Tá, ex namorado. Nos terminamos, mas foi porque eu quis. Pra mim, não existe namoro a distancia.E pra ser bem sincera, nunca ouve amor entre nos, só uma daquelas paixonite de adolescente. É das meninas que eu sinto falta, principalmente da Deh, minha Best Friend doida, que eu amo demais.
Pensar nos meus amigos me deixa triste. Pensar nos momentos felizes que tivemos... aff's melhor nem lembrar, senão eu vou começar a chorar. 

Nesse momento, eu estou em um carro - morrendo de calor alias - indo pra Toledo. Já disse que lá não tem aeroporto, então, até tem um, mas mal é usado, então Stivemos que desembarcar em Foz do Iguaçu, e  ir de carro até a nova casa. Que segundo a minha mãe, é linda. 
Mas não é com isso que eu me preocupo. A casa é só um detalhe. O que eu realmente me preocupo é a escola. Não que eu vá mal nas notas, não te  nada a ver. O problema, é que eu vou ser novata. E ser novata na adolescência é o fim do mundo. As panelinhas já estão formadas, e alguns até te excluem... Ai Deus, tenha piedade de mim.

Quando finalmente chegamos na tal casa, fui logo correndo pra escolher meu quarto antes da minha irmã mais nova - a peste da casa, ela tem 7 anos e consegue me deixar de cabelo em pé de vez em quando. E graças a Deus, eu peguei o melhor quarto. 
Era uma suite, com sacada pro lado da casa - que alias, dava de frente pra sacada da casa ou lado. Claro que o quarto estava precisando de uma pinturinha, mas fora isso, estava tudo O.k.
Bom, como os móveis ainda não tinham chegado. Tivemos que dormir em um Hotel. E adivinha com quem eu dividi o quarto? É, com a Mandie - PESTE. Mas tudo bem, não estou afim de perder meu tempo com ela.
Tomei um longo e relaxante banho de água fria - que eu realmente estava precisando. Deposi coloquei um pijama peguei meus fones - minha irmã estava assistindo Barbie!! ODEIO - deitei na cama, e dormi mais rápido do que achei que fosse possível.

No dia seguinte, acordei da pior maneira possível. Com a Mandie pulando em cima de mim. Fala serio, eu acordei num pulo, e quando persebi que era ela, queria mata-la. Exagerada eu? imagina, só um pouquinho.
Quando meu pai finalmente conseguiu me separar dela, já estava na hora do almoço.
Coloquei um shorts jeans e uma básica branca. Amarrei o cabelo em um rabo de cavalo, e coloquei minha rasterinha. 

Depois do almoço, voltamos pra nossa casa. Os móveis já estavam sendo colocados lá dentro, e tudo estava ficando lindo. 
Resolvi dar uma volta pelo jardim, que era até grande, e lindo. Tinha tulipas plantadas, as minhas favoritas, mas vermelhas. O que já é um ponto extra pra mim gostar daqui. Atrás da casa tinha uma piscina media. Graças a Deus. Agora com esse calor, nada melhor que uma piscina atrás da sua casa. Logo voltei pra dentro, não aguentava mais aquele sol forte batendo na minha cara.

Mas tarde, tipo lá pelas 8 da noite, fomos jantar em um restaurante com os amigos dos meus pais que morram na casa ao lado. Eles tinham 3 filhos. Nick, Joe e Kevin. Nick era tímido e misterioso. Joe extrovertido e safado. E Kevin, retardado.Literalmente.

- Mãe, temos que ir, vai rolar uma super festa e eu é que não vou faltar - Disse Joe se levantando - então, podemos ir mãe? 

Ta, isso foi um pouco(muito) estranho. O Joe deve ter o que 18 anos?! e pede pra mãe se pode ir a uma festa. Tipo. Tenso isso. Eu tenho 17 e nunca peço se posso sair, no minimo, eu aviso.

- É Mãe, essa é tipo, a festa do ano e nos não podemos faltar -  Kevin completou.
- Tá, podem ir, - começou Denise - mas levem a Demi com vocês.
- Claro, - cocordou Joe de imediato - Demi, quer vir com a gente?
- Não, que não quero incomodar - quero sim, só estou sendo educada!!
- Não é incomodo nenhum - Ele disse me olhando nos olhos. Morri.
- Então tá, mas tenho que trocar de roupa antes.
- Tudo bem, passamos antes na sua casa - Nick disse.
- Beleza.

.........................
Continua.
Resposndendo:

Brigada linda, espero que tenha gostado do primeiro capitulo... Beijos.. Te+

Onw Brigada flor... Eu também quase chorei quando eu escrevi. Espero mesmo que vc goste desa fic, ele é muito especial pra mim. Beijos.. T+


Beijos.

Tay.

Just in Love - Prólogo



Estava deitada na minha cama, o sol já se punha a um bom tempo, e eu ainda não consigo sair desse quarto. Vivi tantos momentos aqui. Eu amo esse lugar, e se dependesse de mim, viveria aqui para sempre. Quer dizer, não pra sempre, pra sempre, até mesmo porque nada dura pra sempre. Nem a paixão mais feroz, nem o odio mais profundo.Tudo tem um fim. Eu vou me mudar daqui - odeio me mudar - mas, é por uma boa causa. Eu vou me casar amanhã, e depois da lua de mel, eu e meu noivo/quase marido vamos morar em Sydney -Austrália, e particularmente, estou ansiosa pra ir, dizem que lá é lindo.
Levantei da cama, completamente sem sono, peguei meu caderno dos desejos&segredos, que eu escondia em uma tábua solta em baixo da cama. Nele avia meus segredos mais intimos, alguns ninguém sabe. Avia  também fotos de lugares que visitei, e outras de lugares que quero visitar, como a Grécia - acho a Grécia um lugar muito interessante e curioso.
Comecei a folhear meu caderno,  Tinha uma foto minha e do Joe colada e ao lado, escrito assim:



Tudo aconteceu tão rápido na nossa amizade, que até parece que foi ontem que nos conhecemos. Temos tantas histórias juntos que parece que te conheço há anos e anos, alguns segredos. 
E agora, estou prestes a acabar com isso. Você não sabe a culpa que estou sentindo. Mas na verdade, a culpa é sua. Por que você tem que ser tão perfeito? tão bonito?tão carinhoso?tão... E é sua culpa de eu ter me apaixonado por você. Não sei, mas esse teu jeito me encanta de um jeito que nem sei como me expressar. E quando estou ao seu lado, nada mais importa. Quando me abraça, eu perco a noção de tempo. E quando sinto seu perfume, fico tonta, tonta de paixão. 
Adoro ver o jeito como se preocupa comigo, e como esta sempre do meu lado, mesmo estando errada. Adoro o jeito que fala comigo, me deixando com borboletas no estomago. Adoro seu jeito carinhoso e possessivo de ser. Adoro você
Mas nada disso importa, pois você sempre me viu como uma irmãzinha, e eu duvido que isso mude. 
É isso que da se apaixonar pelo melhor amigo. Um amor não correspondido e impossível de se esquecer.

Com Amor, Demi's


Ler aquela carta me trouxe lembranças enterradas na parte mais sombria do meu coração, que onde esta uma ferida incurável. Lágrimas vieram aos meus olhos, mas logo as enxuguei.Fechei a carta, e guardei  o caderno. Voltei para cama, e dormi - finalmente, afinal, amanhã será um longo dia. 


..................
Continua...
Essa,  é uma nova história. Ela é bem especial pra mim, e espero que gostem dela.


Beijos...


Tay.


Ps: Eu vou terminar a outra blz. Posto o capitulo 13 ainda hoje.

2 de set de 2011

Sexy Chick - Capitulo 12


Capitulo 12 - Arrumar emprego é mais difícil do que parece [ parte 2]

Selena on

Uma semana já se passou, e o dia de ir para Nova York se aproxima cada vez mais.Esses dias peguei minha Mãe chorando escondida. O que é normal, ela é minha mãe. Já meu pai é totalmente o contrario, parece estar dando a mínima se eu ir, ou se eu ficar, como sempre, ele nunca realmente se preocupou comigo. Meus amigos, estão preparando uma festa de despedida surpresa. 
Ai você pensa, mas se é surpresa, como é que ela sabe? porque Simplesmente a Taylor - minha melhor amiga - não consegue esconder nada de mim, e meio que sem querer ela acabou me contando. E fico muito emocionada que eles estão se dando o trabalho de fazer isso, pra mim, isso é muito importante.
Minha vida mudou bastante desde que eu descido que iria pra Nova York. Todos me tratam como se nunca mais iriam me ver - que é totalmente exagerado, já que eu iria voltar logo no feriado de inverno. Outra coisa que também mudou, é que agora, saio toda noite, vou em Pubs, não bebo - odeio bebidas, nem sei porque inventaram essa porcaria - e fico com uns carinhas. É claro que eu saia antes, mas não todo dia. No Maximo 2 vezes por semana. Agora é todo dia.

Hoje esta chovendo, mas é só uma daquelas chuvinhas de verão, logo, logo o céu azul e o sol de rachar ia voltar.
 Mas não é por causa da chuva que eu resolvi ficar em casa hoje. Eu quis ficar em casa porque utimalmente, como eu já disse, tenho saido muito, o que não é muito natural pra mim, e nem faz muito meu gosto. Eu adoro ficar em casa, assistir um filme comendo pipoca e chocolate; ler; desabafar com minha mãe, ou escutar ela desabafando; fazer uma festa do pijama e chamar as amigas etc. E nesses dias, não tenho muito feito isso.

A campainha toca, nem me importo, não estou esperando ninguém. Minha mãe vai atender, e me olha e diz:

- É pra você.

Me levanto  e vou até a porta curiosa. Olho pra fora, e sabe quem eu vejo, o David. Aquele garoto da praia que a Taylor me apresento. Ele estava com o cabelo molhado, e as roupas também, o que sinceramente, o deixou mais sexy ainda.

- Oi - digo tímida.
- Oi... - ele, ainda mais tímido do que eu.
- Bem? - pergunto, ele olha pra si mesmo, ai eu entendo.Que idiota eu, o garoto na na chuva. - quer entrar?
- Claro, se não foi incomodo.
- Que nada, entra.

Ele entra e a Maria trás uma toalha pra ele se secar. 

- Então.. - ele começa - Selena, eu queria te chamar pra ir no shopping comigo, ou outro lugar também, tanto faz.
- Bom, eu aceitaria, mas hoje eu quero ficar em casa.
- ham - decepcionado
- Quer ficar aqui comigo? - tento falar isso sem parecer que eu tenho segundas intenções, mas na verdade, é exatamente assim que eu estou (66)'
- Claro.
- Que tal um filme? - sugeri.
- Seria ótimo.

É, parece que hoje o dia vai ser bem interessante.

Demi on

O primeiro anuncio era de um mercado, estavam procurando uma caixa. Entrei, não consigo me imaginar como caixa, mas vamos lá.

- Oi, com licença - digo ao carinha que estava com a camisa com o nome do mercado - pode me dizer onde esta o gerente?
- Claro, eu sou o gerente 
- Humm, bom, sabe, eu vi esse anuncio no jornal - mostrei pra ele - e gostaria de saber se vocês ainda estão precisando de uma caixa.
- Bom, aquela vaga já foi preenchida.
- Sério? - eu o olho desanimada.
- É - ele me olha dos pé a cabeça e diz - mas posso abrir um a exceção - me lançou um olhar, muito malicioso.
- Não precisa. - Nunca que eu ia trabalhar em um lugar onde meu chefe é tarado - eu vou indo. Tchau.

Sai de lá quase que correndo.

Segundo anuncio: uma loja de petshop. Nunca me dei muito bem com os animais. Não que eu não goste, mas é que todo tipo de animal de estimação que eu já tive, morreu ou fugiu. Então, quando fiz 10 anos desisti de ter qualquer tipo de animal.

..................................
Continua...

Beijos...
4 coment's 

By:Tay.